Mudanças pro próximo patch (4.0.6 – PTR Build 13529) – Priests

Holy

Circle of Healing terá 30 yards de range, que é 15.

State of Mind não aumentará mais a duração do Chakra, mas sim diminuirá seu cooldown em 3/6 segundos.

Discipline

Penance vai curar 20% mais. Vai para [ 2822 a 3189 ], de [ 2351 a 2657 ] e custar 7% mais mana.

Improved Power Word: Shield não aumenta o dano absorvido por uma % adicional quando castado em si mesmo. Agora vai aumentar o dano absorvido pelo PW:S em 10/20%. (que antes era 5/10%).

Power Infusion teve o range aumentado de 30 pra 40 yards.

A imunidade a Silence, Interrupt, e Dispel de Strenght of Soul agora proca quando você casta Inner Focus (em qualquer alvo) ao invés de Power Word: Shield em si mesmo. Imunidade agora dura 3/5 seg, de 2/4 seg.

Grace vai procar em mais de um alvo.

 

Shadow

Vampiric Embrace vai durar até ser cancelado.

Mind Blast tem seu dmg aumentado em 60%. Vai para [ 1617 to 1709 ] , de [ 1028 to 1086 ].

Mind Sear teve seu dano reduzido em 30%. Faz [ 104 to 113 ], de [ 146 to 158 ]. …. AoE pra shadow priest, nunca mais.

Shadow Orb Power agora aumenta o dano das Shadow Orb em 11,6%, de 21,6%.

Mind Soothe dura 20 segundos, de 15.

Coitados dos Shadow Priests, nerfados sem motivo, já que não são nem nunca foram top dps em raids… Enfim. Boas notícias pros healers, pelo menos.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Priest: guia básico de raids (healer)

Agora que seu priest está no lvl 85, fazendo todas as heróicas possíveis, sofrendo com tanks DK dando pull sem você ter mana porque ele acha que cura muito também, vamos ao básico de raids com priest.

No Lich King a vida dos priests era bem mais fácil, isso todo mundo já sabe. O que todos sabem também é que naquela expansão do WoW, só havia espaço para um tipo de priest: Discipline. O priest holy também curava bem, nunca deixou de ser um ótimo heal AoE, massss pelo fato de priest nenhum ter problemas com mana, o disc podia bolhar a raid 25 inteira e ainda healar por 10min sem parar. Bons tempos…

Agora no Cataclysm, a história é outra. TODO healer tem problema de mana, principalmente os priests. Não é um bug, não é maldade da blizzard, é só uma nova mecânica adotada por ela pra deixar um pouco mais difícil o jogo, deixar ele mais interessante e principalmente, fazer com que os jogadores pensem antes de tomar qualquer decisão, antes de dar qualquer pull. Ou seja, em uma dung heroica que seja, se o tank dá o pull da sala inteira, sem preocupar com nada, o healer pode ser full 372 heroic que ele vai ter problemas. Quanto ao problema de mana dos priests, esse vai melhorar no patch 4.0.6, vou linkar o que vai mudar no próximo post.

De qualquer forma, a vida dos priests em raid é bem torturante interessante. A primeira lição, ou dica para quem está healando raid é: tenha sempre suas binds e rotações MUITO claras na cabeça. Faça tudo sem ver, no modo automático, use as skills de modo instintivo, pra poder usar sua concentração e foco em todo o resto. “Mas que resto?”, você me pergunta. O resto é a movimentação e o feeling de quando se deve usar um cooldown, por exemplo. Se você vê uma marca de fogo no seu pé, logo vêm a cabeça “Meu deus, ele vai soltar uma bola de fogo aqui”. Então o que você deve fazer? Pensar pra onde correr? Pensar em que heal usar caso a bola de fogo pegue em você? Pensar em que cooldown torrar agora? Olhar pro tank e ver se ele precisar de mais heal que você?

Você deve fazer tudo ao mesmo tempo. Mas se você tiver com a rotação e binds bem claras na cabeça, metade dessas perguntas vão ser excluídas. Só resta saber pra onde correr e olhar pro tank e ver se ele precisa de heal, assim como você. Se ele precisar tanto quanto você, skills como Binding Heal, Pain Suppression (discipline) ou Spirit Guardian (Holy) podem te ganhar um tempo nas horas dificeis.

O healer precisa também ter em mente que essas não são as únicas coisas que vão passar na frente dele. Porque ele vai estar sempre olhando para um raid frame e se desesperando a todo momento, vendo o life de todo mundo descer, vendo um dps lento tomando dano de um vortex preto com bordas roxas e labaredas saindo de dentro, sem sair do lugar achando que aquilo é um buff.. Ou seja, você precisa cuidar das suas conadas e das de todo mundo. Fato. Porque não dá pra ensinar naquela hora que o vortex é ruim, você tem que curar ele pra não wipar, simples assim. Depois xinga.

Discipline Priests

Então vamos por partes, primeiro dicas específicas aos disc priests. No início do combate, tenha sempre up a bolha (Power Word: Shield) naqueles que vão mais tomar dano. Tank em primeiro lugar, sempre e melee dps se for possível. Se você estiver em uma raid 10-man, bolhar não vai ser problema, então todos os melee, os tanks e você podem ficar bolhados full-time. Em uma 25 você deve escolher sabiamente, principalmente os lerdos que tão lá tomando muito dano e claro, os tanks. Bolhar quem tá tomando ou quem tomou aquela bola de fogo monstruosa na cabeça é importante porque isso vai dar um tempo pra você ou outro healer encher o life dele, enquanto ele absorve danos posteriores. Se você tiver bolhando o tank, tenha sempre a vista o debuff que a bolha dá (Weakened Soul) que dá um cooldown de 15 segundos antes que ele possa ser bolhado novamente. Se você perceber que o boss está pra usar uma skill em área, que vai descer o life de todo mundo ou que vai descer os life do tank rapidamente, esta é a hora perfeita pra bolha.

O Prayer of Mending deve SEMPRE estar em alguém, e se o cooldown tiver terminado e o PoM ainda estiver passeando, use de novo no tank, não importa onde a skill esteja naquele momento. Penance é sua principal skill de heal direto e deve ser usado de duas formas. 1) se o player tiver tomando muito dano (claro). 2) se seu mana estiver controlado e o life da raid não estiver desesperador. Neste caso você pode usar no tank mesmo com full life, pra poder procar o Divine Aegis. Isso se aplica a qualquer heal que você quiser ou tiver disponível.

Power Word: Barrier deve ser usado com muita cautela, porque é um poderoso cooldown mas com range porco e são 2 minutos sem usá-lo depois. Skill em área do boss ou meleezada tomando muito dano é a hora certa de largar essa bolha.

Holy Priests

Os priests da spec Holy, nas raids do Cataclysm estão se dando muito bem, porque agora toda a raid toma bastante dano, quase o tempo todo. E isso é um presente pros holy priests, já que seu heal AoE é fortíssimo. O início da luta em uma raid deve ser bem parecido com o discipline, trocando a bolha por renew. O máximo de players possível deve estar com esse HoT e alguns, se possível, também com a bolha (menos buffada, claro). Uma dica importante: se houver algum disc priest na raid, NUNCA bolhe ninguem, nem você mesmo. Porque você vai estar usando uma bolha pouco buffada e deixando o debuff (Weakened Soul) no alvo, impossibilitando o disc de bolhar ele melhor. Isso é dica pros shadow priests também, que adoram fazer isso… ¬¬

PoM sempre up, ainda mais o PoM de holy que também é buffado. Circle of Healing deve ser usado com uma movimentação especial do priest, já que o range não é tão grande, mas é uma habilidade muito boa pra AoE heal. Prayer of Healing, pelo poder de cura e range vai ser a skill mais usada nas horas dificeis, assim como Heal, Binding Heal, Flash Heal (com proc de Surge of Light ou procando Serendipity) e Greater Heal são os heals diretos single target. Nunca se esqueça do Crakra e seus heals correspondentes, comentados no guia básico de priest.

Quanto a consumíveis, tenha sempre os seus na bag. No caso de Priests, o recomendado é flask +300 spirit e food +90 spirit e stamina. Mas outros podem ser usados na falta destes, como os consumíveis que dão intellect, haste, mastery ou crítical.

No mais, divirta-se. Qualquer dúvida ou comentário, comente😉

Publicado em Priest | 4 Comentários

Red Dawn | Halfus Wyrmbreaker 25N

Ontem começamos a progressão 25-man, que é o foco da guilda. Halfus down, hoje é Valiona e Theralion. Parabéns a todos da guild, estamos progredindo na raid e em desempenho.🙂

Fotinha e vídeo, by Orca.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Priests: básico de up em quests e heal em dungeons

Upando um Priest:

Começando a jornada épica de upar um priest, temos dois modos básicos de fazê-lo: Quests e Dungeons (utilizando, claro, o Dungeon Finder). Antes de mais nada, é bom esclarecer que nenhum dos dois é melhor que o outro pra upar. Dá sim pra upar 1-85 em quests e pra upar do 15-85 em dungeons. Vai do gosto do freguês.

Equipamentos básicos para UP: De preferência todos os heirloom (Bind on Account) – shoulder (+10% xp em quests ou kills), chest (+10% xp), cloak (+5% xp), weapon, trinket.

Equipado e com sangue nos zóio? Só escolher o modo de up e seguir. No caso de quests, o ideal é montar uma spec Shadow, já que como healer é bem mais difícil fazer dps e provavelmente você estará fazendo as quests solo. Link de uma build recomendada aqui.

Shadow Priest

A maneira como os pontos vão ser distribuídos pouco importa, é uma build bem fácil de se entender, com talentos simples mas efetivos. A rotação básica do shadow priest se parece bastante com de um warlock, já que ele precisa deixar “up” vários DoTs no alvo.

Rotação recomendada (lvl 80+): Vampiric Touch, Shadow Word: Pain, Devouring Plague… Agora uma atenção especial antes de usar a próxima skill. Neste momento, se o priest tiver juntado pelo menos uma Shadow orb (através de dmg causado pelo Shadow Word: Pain ou Mind Flay), ele deve usar Mind Blast para ganhar o Empowered Shadow através do mastery de shadow priest. Se o priest não tiver juntado uma Shadow orb após o Devouring Plague na rotação, ele deve usar Mind Flay até conseguir uma Shadow Orb, então a próxima skill é o Mind Blast, ganha o Empowered Shadow, Mind Flay, Mind Flay… Até que acontecam três coisas: 1) um dos DoTs (Vampiric Touch, Shadow Word: Pain, Devouring Plague) acabe – este deve então ser recolocado no alvo. 2) O priest consiga juntar 3 Shadow Orbs, o que proca o dano máximo do Mind Blast ou Mind Spike (o Mind Spike nao é recomendado porque ele tira todos os DoTs do alvo). 3) O Empowered Shadow acabe. O priest então deve usar mais um Mind Blast com uma shadow orb pelo menos pra renovar esse buff. Com 25% de life do mob, o Shadow Word: Death tem o dmg aumentado em 30%, então pode ser usado sempre que tiver no cd.

Simples né? Assim dá pra ver que o shadow priest só tem uma rotação nas 3 primeiras skills, depois é tudo questão de prioridade. Tem uma shadow orb? Mind Blast. Tem 3 Shadow Orb? Mind Blast. Acabou o DoT? Renova. Acabou o Empowered Shadow? Renova. E caso o priest esteja no começo da rotação, com o uso de 2 Mind Flay ele irá procar o Dark Archangel. É só usar sempre que tiver no cooldown que você ganha um bônus de dmg periódico e ganha 25% (!!!!!) do mana. Outros cooldowns usados são: Shadowfiend no início da rotação (claro, na rotação de um boss, mini-boss, etc) ou quando a mana estiver baixa; Dispersion no caso de também ficar sem mana ou estar correndo de um mob nervoso.

Vou deixar um parágrafo exclusivo para o Mind Spike. Esta belezinha, que veio com o Cataclysm, faz os shadow priests acharem que são arcane mages. Essa skill não tem cd, faz muito dano, deixa um debuff no alvo que aumenta a chance de critico do Mind Blast em 30% (stacka 3 vezes) e te dá um buff pelo talento Mind Melt que com 2 stacks diminui o cast do Mind Blast em 100%. Ou seja, você usa o Mind Spike 3 vezes e tem um Mind Blast instant e crítico, de graça. “Mas Sadraque, se o Mind Spike é essa delicia cremosa, pra que diabo eu passei 20min tentando entender a rotação de DoT do shadow priest? ò.ó”. Calma, pequeno Padawan, o Mind Spike tem seus problemas também. Ele é um ótimo dmg burst, MAS retira todos os DoTs do alvo, gera MUITA threat e gasta MUITA mana, ficando insustentável para um grupo de dungeon/raid ou para matar vários mobs em quest. É ideal para PvP, ou pra matar um mob com pouca life. Então use-o com precaução😉

Equips de Shadow Priest: Com o Cataclysm, shadow priests agora podem esquecer hit rating enquanto upam, se quiserem ter uma off-spec healer. Com o talento Twisted Faith, o priest ganha spell hit rating igual ao valor de Spirit total. Healers com off-spec shadow tem esse talento como refúgio pra não precisar juntar hit rating e ferrar a build de equips.

Stats: Shadow priest usa principalmente haste, que aumenta a velocidade com que os DoTs fazem dano, velocidade de casts e channeling. Mastery é importante também pra aumentar o dano do Mind Blast/Mind Spike quando as 3 Shadow Orbs procam. Crítico é bom, mas não tanto quanto os outros. Divirta-se.

Add-ons recomendados: qualquer um que permita monitorar seus DoTs no alvo, como button timer, quartz, etc.

Holy/Discipline Priest

Agora, se você escolher ser healer do 1-85, parabéns, você vai ser muito feliz na sua vida😉 É, shadow priest tá com nada, o negócio é healar. Todo mundo vai te amar, você vai entrar em dung rapidinho, num vai precisar viajar por horas até um mapa, fazer 200 quests e voltar pra orgrimmar pra treinar.. Como healer, você salva em orgrimmar, fica do LADO do trainer e entra na fila de dungeon. Faz a dungeon, upa, treina, dungeon, upa, treina, vai dormir, o char fica rested, dungeon, upa, treina, dungeon, upa, treina, respira, dungeon, upa, treina, toma banho, dungeon, upa e DING, você tá 85.

Heh.. Não é exatamente assim, você vai ter alguns problemas upando só em dungeon. O maior deles: você não vai fazer a dungeon sozinho. É.. vez ou outra você vai se deparar com 2 dps afk e um sem dedo, um tank retribution ou fury que acha que é o cara, ou até mesmo o pior de todos…

Aí você vai ficar puto, dar leave, respecar pra shadow, ler aquela rotação mil vezes.. Mas vai voltar a ser healer, não tem escapatória. Ser healer é mais que uma spec, é um tratamento, é um teste para a sua paciência. Mas vale a pena, bons healers estão escassos e você só vai ser bom se treinar. MUITO. Pra poder conhecer todas as situações possíveis em uma dungeon/raid. Porque eu vou tentar explicar o máximo que conseguir aqui, mas não dá pra saber tudo de healer lendo um guia só. Então vamo lá que o papo tá chato já.

Equipamento básico: mesmo de shadow priest, tudo com intellect, spirit, stamina.

Stats: Aí vai depender da spec. Holy usa bastante haste porque casta muita spell de 1,5s de cast ou mais, além de ter HoTs quase sempre ups no alvo, o que também é influenciado pelo haste. Disc usa muito crítico, muito mesmo, porque todo crítico, de qualquer natureza vai procar Divine Aegis. Mastery também é muito importante porque o de discipline é fantastico, ele aumenta muito a absorção de dano, aumentando sua eficiência.

Bom, agora é só entrar em dungeons e ser feliz, muito feliz.. Vamos aos conceitos e “rotações” básicas de cada spec healer.

Healar é bem simples, desde que o healer tenha 3 coisas na cabeça: se o mana tá acabando ou acabou, se o tank está tomando ou vai tomar muito dano, ou se muita gente está tomando ou vai tomar muito dano. Com isso ele vai poder escolher a spell ideal para cada situação. Vamos a cada situação:

– Mana: Não era problema nenhum até o lich king, qualquer healer podia bater a cabeça no teclado, usar qualquer skill que tava healando mais ou menos. Mas no cataclysm isso mudou, o healer tem que abusar de todos os artifícios possíveis para não gastar muito mana. Não adianta começar a luta gastando tudo sem controle, que com meio minuto de luta o mana acabou e você desespera. Talentos como Mental Agility e buffs como Inner Will servem de referência para a escolha de uma spell. Heals instant são SEMPRE prioridade, porque gastam menos tempo e mana. E isso priests tem de sobra.

Tank tomando muito dano: Mel na chupeta pra priest discipline, já que as principais skills dele são single target. Penance, Greater Heal e Flash Heal (no desespero) são as principais. Pra holy é um pouco mais complicado, mas sem grandes problemas também já que o Surge of Light te dá alguns Flash Heal gratis e o Guardian Spirit pode salvar o grupo de um wipe iminente.

Todo mundo tomando dano: Aí o Holy comanda, já que tem os melhores AoE heals. Claro que a preferência é para instant spells, como Circle of Healing e Prayer of Mending, seguido de Prayer of Healing. Disc priests tem mais dificuldade, mas podem abusar do Prayer of Mending e Prayer of Healing quando necessário, sem esquecer é claro da principal skill, Power Word: Shield, em quem precisar.

Holy Priest

Então vamos à “rotação” de Holy. Antes de mais nada, ele deve escolher um chakra ideal para a situação. Para dungeons 5-man, o Serenity é a melhor opção, já que foca em heal single target. Se a coisa piorar e todo mundo começar a tomar dano, o chakra Sanctuary é melhor, o que aumenta o heal AoE. Sempre começando com instant spells, ele pode começar com um Power Word: Shield (menos buffado que o do disc) em quem for possível, um Prayer of Mending no tank, Renew em todo mundo e a skill correspondente ao chakra escolhido. Se o priest escolher Serenity, ele poderá usar a skill Holy Word: Serenity, que heala e aumenta a chance de crit heals no alvo. Se ele escolher Sanctuary, poderá usar a skill Holy Word: Sanctuary, que forma uma marca branca no chão, healando todos os que estiverem dentro dela. Depois disso tudo, ele pode utilizar 3 heals diferentes, com suas peculiaridades: Greater Heal, que heala mais, porém tem um cast demorado; Flash Heal, que tem cast reduzido, heala muito mas custa muito mana; e Heal, que heala pouco e tem cast demorado, mas o mana cost é 1/5 dos outros heals. Tudo vai depender da situação e escolha do priest. Lightwell na build é uma escolha, mas pessoalmente não gosto dessa skill em dungeons, sendo bem mais utilizável em raids, por causa do cd.

Uma build de talentos básica de holy pode ser encontrada aqui. Variações podem ser usadas e testadas, de acordo com o que o healer se adequar mais.

Discipline

“Rotação” de Discipline. Não tem chakra, então é bem mais “simples” de usar. Começando sempre, claro, com spells instant, como Power Word: Shield (agora buffado, nitrado, superfaturado, enriquecido com urânio), Prayer of Mending sempre que tiver no cd e Penance também sempre que tiver no cd (10 segundos com glyph). Power Infusion é indicado em lutas onde o priest vê que vai usar muito mana ou que vai precisar usar muitas skills, mesmo que sejam instant. Pain Suppression é uma ótima escolha quando o tank está tomando ou vai tomar muito dano, e Power Word: Barrier (a skill mais complicada de se usar na minha opinião) em várias situações.. Como quando todos estiverem tomando dano mas perto uns dos outros, já que o range da skill é baixa; ou no proprio tank, diminuindo o dano tomado por ele e pelos melee ao redor do mob. As outras 3 spells já comentadas (Flash Heal, Greater Heal e Heal) se aplicam ao Discipline da mesma forma que no Holy. Como o discipline tem menos spells instant que o holy, tenha sempre o Shadowfiend e o Inner Focus prontos pra serem usados.

Uma forma interessante e as vezes muito útil de healar com discipline é usando o talento Atonement, com o glyph de smite e archangel. Assim o healer pode usar Smite em um mob, healer os que estão em volta do mob e ganhar stacks de Archangel, aumentando seu heal ainda mais. Essa porém é uma forma perigosa de se healar e deve ser usada com muita precaução, já que o heal desse talento não se compara aos outros e o Smite tem um cast relativamente demorado, o que pode causar uma perda de tempo e de heal no total. O custo de mana, porém, vale a pena. Link para uma build exemplo de discipline aqui.

Add-ons recomendados: qualquer raid frame, que ajude melhor a healar party/raid, até mesmo o original da blizzard, que ficou muito bom (eu mesmo estou usando ele). O Grid também é bem usado, VuhDo, entre outros.

Bom, acho que já falei demais, se alguém chegou até aqui, parabéns, heheh.. Vou deixar pra falar de raid em outro post. Qualquer dúvida ou correção no post, só deixar um comentário.🙂

Até a próxima.


Publicado em Priest | 7 Comentários

Sobre: Priests

História:

Os clérigos de Northsire eram humanos que serviam ao reino de Stormwind durante a Primeira Guerra. Os clérigos serviam como curandeiros no campo de batalha, mas eram preparados para os riscos do combate, assim sofreram severas perdas. Esta ordem foi amplamente destruída e a Segunda Guerra viu os frágeis Priests serem substituídos no campo de batalha por bem-equipados Paladins, os Cavaleiros da Mão Prateada – estabelecido pelo líder dos clérigos, Arcebispo Alonsus Faol e seu aprendiz Uther the Lightbringer.

Durante os eventos da Terceira Guerra, apesar da partida oficial dos altos elfos da Aliança, alguns elfos se mantiveram verdadeiros às suas alianças com humanos e anões. Os Priests altruístas de Quel’Thalas negaram abandonar seus papéis como curandeiros e concordaram em ficar em Lordaeron, apesar dos decretos de seus mestres reclusivos em Silvermoon. Os Priests altos elfos usaram seus poderes dados pela Luz para curar os feridos e reforçar os espíritos da elite de batalha em Lordaeron. Como uma força médica divina, os curandeiros andam a esmo curando os ferimentos de companheiros caídos.

Forsaken Priests

Os Forsaken, que outrora seguiram os dogmas da Luz Divina, alteraram sua filosofia com a transformação. Os Forsaken abandonaram a religião, como acreditam ter sido abandonados por ela. Perdidos e feridos, estes Priests encontraram uma nova religião, baseado em uma versão egocêntrica de sua fé formadora. Apelidada de Sombra Esquecida (Forgotten Shadow), esta filosofia se centra ao redor da busca de auto-poder e um desejo de balancear a vida com a morte. Enquanto eles não podem mais usar a Luz Divina, e desde que eles aprenderam como usar as sombras; os Priests ensinam que deve haver um balanço entre a Luz e a Sombra, e os membros devem aprender a Luz também, sem nunca esquecer que nasceram das Sombras.

Troll Priests

A irmandade de Priests Trolls é, assim como os shamans e os witch doctors de várias tribos Troll, conselheiros espirituais e zeladores. Com Trolls sendo naturalmente supersticiosos e espirituais, isso permite aos vários Priests manipularem a energia espiritual em virtude de curar e fazer mal aos seus alvos. As várias energias que Trolls Priests desenham podem vir de várias fontes, como espíritos Loa, magia Voodoo ou o próprio alvo. Desenhando sobre estas energias, os Trolls podem fechar ou abrir feridas, dependendo da benção concedida pela entidade espiritual. Indiscutivelmente, em World of Warcraft, Troll Priests podem ser considerados witch doctors em uma perspectiva cultural, da mesma forma que os Shamans.

Visão Geral:

Heal: Single target, Area of Effect (AoE) heal, Heal over Time (HoT), Ressurection.

Magic Heal: Power Words (Fortitude para aumento de Stamina, Shield e Barrier para absorção de dano), buffs, remoção de buffs (Dispel Magic) e dano direto (Smite e Holy Fire)

Shadow Magic: Shadow Words (Pain, Death), dano direto, Damage over Time (DoT), dreno de mana (Mana Burn), controle de ameaça (Fade) e controle mental (Mind Control).

Raças de Priests:

Horda: Undead (que não vai tomar dano se ele se curar :p), Blood Elf (com seu encantador /dance), Troll e com a expansão Cataclysm, Goblin (o meu ^^) e Tauren (+10% life básico, stun em área.. raça pvp pra priest)

Aliança: Draenei, Anão, Humano, Night Elf, e com a expansão, Worgen e Gnome.

Specs:

Discipline: Maior absorção de dano dentre todas as specs, especializado em escudos e até mesmo, dependendo da build, em healar enquanto faz dano direto com Smite. Até o WotLK tinha foco maior em absorção e cura single target (com Power Word: Shield e Penance), mas com o Cataclysm veio o Power Word: Barrier e um maior potencial de cura AoE (porque realmente, vai precisar…) com Divine Aegis procando com tudo, etc.

Holy: Spec extremamente versátil, com os melhores AoE heals de Priest (Prayer of Healing com talentos e Circle of Healing) e bons heals single target.

Shadow: Spec DPS, utiliza-se de DoT’s ou dano direto (Mind Spike, Mind Blast e Mind Flay). Apesar de não parecer, tem um bom potencial de sobrevivência em PvP (com Shadow Form, Dispersion e Psychic Scream) e mantêm um dps alto single target em PvE. AoE deixa a desejar, mais no próximo patch (4.0.6) parece que isso vai mudar com um aumento no dano do Mind Sear.

 

Bom, nos próximos posts vou continuar falando de priests com mais ênfase nos healers queridos (Holy e Discipline) e seus papeis em dung/raid.

😉

Publicado em Priest | 2 Comentários

Good news, everyone!

Iniciando a vida desse blog (que vai ser melhor que o do Naphami, pior que o da Eikani), vou falar um pouco da minha vida (nerd -_-‘) no wow. A long long time ago, em meados de março de 2010, um infeliz amigo meu disse que estava jogando esse tal de WoW. Como eu já havia jogado Warcraft 1, 2, 3, me interessei pela ideia de jogar o MMO, já que eu ainda estava de férias. Criei minha conta e comecei a jogar..

Então a dúvida cruel abateu-se sobre minha ínfima existência: Com que diabo de classe jogar? Eu como sempre gostei de MMORPG’s e principalmente de magia em MMORPG’s, já sabia que seria algo entre mage, priest ou shaman. Então fiz um hunter (eeeeee) e comecei a brincar no private que ele tava. Um mês depois cansei dos bugs, falta de raid, dungeons e tudo aquilo que eu via nos vídeos do youtube relacionado a wow de verdade e resolvemos migrar pra Blizzard. Criei minha conta, linkei com a dele (salve o recruit-a-friend, amém) e aí sim, sabendo das maravilhas do Dungeon Finder, resolvi criar um healer, já que era instant queue e eu sempre curti healers em rpgs, blablabla..

Meu amigo, como ótimo professor que é, me mostrou o shaman e disse: “Blé.. Esse aqui é bom pra dps, enhanc é foda”. E eu “Ok, next”. Olhamos pro paladino e ele “Esse é bom pra tankar, healer fica sem mana direto” e eu “Ok, next”. Eis que eu vi o priest e falei “Há, esse TEM que ser healer” e ele disse “É, ele pode ser shadow dps, mas o heal é bom”. Então estava decidido, priest! Fomos pra escolha de raça.. Eu olhei pro Undead e falei “WAT? Como assim um Undead priest? Se ele se curar, vai tomar dano po!” Hehe.. Bom, lore a parte, eu curti o undead priest e fiz um, que foi até o 80 upando na velocidade da luz em dungeons (devo ter feito umas 30 quests até o 80) e um mês depois de criada a conta estava fazendo minhas heroicas, aprendendo a raidar, a healar… E assim tudo começou.

Mas nesse meio tempo de dungeons, aprendi muita coisa, quis aprender mais ainda e até hoje aprendo sobre a vida de healer. Sobre essas e outras coisas que vou falar aqui. Só pra finalizar, agradecimentos a Eikani que tá me ajudando a montar o blog e a guilda Red Dawn que sempre me rushou ajudou no que precisei.

Próximo post, não sei o que vai ser, vou fuçar nas coisas de admin aqui e infernizar mais ainda a Eikani, hehe..

Publicado em WoW | Marcado com | 1 Comentário